Técnico de redes que trabalhava pelo celular, fora do expediente, garantiu horas de sobreaviso.

Por unanimidade, a Primeira Turma do Tribunal Superior do Trabalho rejeitou o recurso da OI S.A contra a condenação ao pagamento de horas de sobreaviso ao um técnico de redes de Curitiba (PR). O colegiado entendeu que o empregado fora impedido de se desconectar das responsabilidades do trabalho e de dispor de seu tempo exclusivamente em benefício próprio.

O funcionário alegou que a Oi cedeu um telefone celular e o acionava em qualquer horário, até mesmo em finais de semana. Segundo ele, havia absoluta necessidade de sua permanência à disposição da empresa fora do local de trabalho para atender aos chamados.

Em defesa, a Oi sustentou que a utilização de telefone celular não autoriza o deferimento do regime de sobreaviso, ou prontidão, pois as horas aí incluídas já estariam remuneradas. Segundo a empresa, não havia, “de forma alguma”, restrição à liberdade de locomoção do empregado.
Entretanto, o TST entendeu que o técnico fora impedido de se desconectar das responsabilidades do trabalho e de dispor de seu tempo exclusivamente em benefício próprio.

Data: 26/05

Fontes:http://www.lexmagister.com.br/noticia_28026566_TRABALHO_POR_CELULAR_FORA_DO_EXPEDIENTE_GARANTE_HORAS_DE_SOBREAVISO_A_TECNICO_DE_REDES.aspx

One thought on “Técnico de redes que trabalhava pelo celular, fora do expediente, garantiu horas de sobreaviso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *