Etarismo: o que é, consequências e como combater

Etarismo é a discriminação contra indivíduos ou grupos etários com base em estereótipos associados à idade. O etarismo é um tipo de preconceito e pode assumir muitas formas, desde atitudes individuais até políticas e práticas institucionais que perpetuam a discriminação etária. O termo etarismo foi usado pela primeira vez pelo gerontologista Robert N. Butler para descrever a discriminação contra adultos mais velhos. No entanto, o conceito evoluiu para ser frequentemente aplicado a qualquer tipo de discriminação com base na idade, quer envolva preconceito contra crianças, adolescentes, adultos ou idosos.

No campo do trabalho, por exemplo, o etarismo pode levar a disparidades salariais ou a uma maior dificuldade de encontrar emprego. O etarismo afeta adultos mais jovens, que podem ter dificuldade em encontrar emprego e, muitas vezes, recebem salários mais baixos, sob a justificativa de que são menos experientes. Enquanto isso, adultos mais velhos podem ter problemas para conseguir promoções, encontrar um novo trabalho e mudar de carreira.

Enfrentar a discriminação etária exige uma nova compreensão do envelhecimento por todas as gerações sobre essa fase da vida. Essa compreensão precisa contrariar conceitos desatualizados de pessoas mais velhas como fardos e reconhecer a ampla diversidade da experiência da velhice, as desigualdades do preconceito etário e demonstrar disposição para perguntar como a sociedade pode se organizar melhor.

As ações que podem ajudar a combater o preconceito etário incluem:

Realização de campanhas de comunicação para aumentar o conhecimento e a compreensão do processo natural da vida entre a mídia, o público em geral, os legisladores, os empregadores e os prestadores de serviços;
Legislar contra a discriminação contra pessoas mais velhas (ou muito jovens);
Garantir uma visão equilibrada do envelhecimento seja apresentada na mídia;
Conscientização sobre o etarismo e suas consequências nas escolas e na sociedade em geral.
Data: 24/09/2021

Fonte: https://www.ecycle.com.br/etarismo/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *